Avine declarou todo o seu amor por Pernambuco e pelos fãs Foto: Gustavo Gloria/FolhaPE
Entrevista

Avine Vinny conversa sobre o DVD em PE, tatuagens e maratona

O forrozeiro falou ainda sobre a parceria com a cantora carioca Ludmila

Avine Vinny Diniz da Silva Aragão, ou simplesmente, Avine Vinny. Natural de Sobral, no Ceará, o cantor se apaixonou por Pernambuco, tanto que escolheu o Estado para gravar o seu primeiro DVD, entre os dias 12 e 13 de outubro, no litoral Sul. O Site Roberta Jungmann conversou com o músico que falou sobre vida pessoal, a maratona de shows que chegam a 25 por mês, além dos detalhes do DVD e das novas parcerias, entre elas, com Ludmilla.  Confira:

Site Roberta Jungmann – Você grava seu DVD em outubro no litoral pernambucano. Conta para a gente os detalhes…

AVINE – Será no litoral Sul de Pernambuco. Estamos entre Maracaípe, Carneiros e Porto de Galinhas. Teremos o meu amigo Xand Avião como participação especial e mais dois nomes ainda serão revelados. Será um cenário paradisíaco. Iremos usar o visual natural, por isso o nome será ‘Avine Vinny – Naturalmente’.

RJ – O que representa esse DVD na sua carreira?

AVINE – É um marco. O meu primeiro DVD de carreira. É em um Estado em que a gente é muito novo. Mas é uma resposta que está tudo dando certo.

RJ – Como é sua relação com os fãs pernambucanos?

AVINE – Amo Pernambuco. Por isso escolhemos gravar o DVD aqui. Avine Vinny e o pernambucano tem um elo e para selar, decidimos gravar aqui.

RJ – Como você lida com as redes sociais? No Instagram, por exemplo, você tem mais de meio milhão de seguidores. Como gerencia?

AVINE – Eu mesmo que respondo. O meu contato com os fãs é muito bacana. Respondo todo mundo que eu consigo. E nas redes eu posto tudo que eu acho interessante que as pessoas saibam. Não posto que estou doente, que estou no hospital, só gosto de compartilhar coisas boas.

RJ – Avine, você é conhecido também pelas suas tatuagens. Quantas você tem?

AVINE – Acho que são nove. Mas todas elas têm um significado. Não risco meu corpo por acaso. Tenho um cabo de instrumento que vai do braço até o coração, uma estrela de Davi, uma frase ‘Minha música, minha voz’, em inglês, tenho o nome da minha filha, tenho alguns instrumentos tatuados na perna, entre outras. Podem chegar outras, quem faz uma, vicia. Não me vejo sem elas.

Avine tem uma legião de fãs nas redes sociais, meio milhão somente no Instagram – Crédito: Gustavo Gloria/FolhaPE

RJ – Como é sua atual agenda de shows? São 25 por mês? Haja disposição…

AVINE – Isso. E isso é muito bom, vejo que meu trabalho está sendo reconhecido. Em relação a voz, trabalho com uma fonoaudióloga. Procuro sempre colocar a voz, o corpo e a mente em dia. Mas aí, quando tenho folga, meu maior hobby é ficar em casa.

RJ – Em quem você se inspira?

AVINE – Sou muito fã do Xand Avião, Solange Almeida. Escuto de tudo um pouco. Sou fã da música gospel. Também escuto Alexandre Pires, Dilsinho. Sou bem eclético.

RJ – E você já conquistou muita coisa com a fama?

AVINE – Eu me vejo muito tranquilo em relação a fama. Me considero uma pessoa normal e que canta. Não me considero ainda famoso. Em relação a conquistar, tudo que eu sonhei, Deus me ajudou e eu já conquistei muitas coisas. Só Deus sabe o quanto já passei de dificuldades. O que eu tenho materialmente e espiritualmente já me sinto realizado.

RJ –  Além do DVD, quais são seus próximos desejos na carreira?

AVINE – Dia 14 de setembro estarei lançando uma música com a Ludmila. Depois o DVD e em seguida, tem muitos shows importantes aqui no Recife que eu ainda não posso falar.

Mais Lidas Hoje