A cerimônia sem apresentador será um desafio a ser cumprido pela Academia de Belas Artes - Foto / Reprodução
Acontece

Depois de 30 anos, cerimônia do Oscar não terá um apresentador

A ultima vez que isso aconteceu foi em 1989, quando os produtores tentaram inovar o show

O Oscar de 2019 não terá um apresentador. O motivo? Kevin Hart, cotado para ser o anfitrião da cerimônia, está sofrendo as consequências por ser o autor de alguns posts antigos no twitter repletos de declarações homofóbicas.

Depois de ter sido anunciado, no dia 4 de dezembro de 2018, como apresentador da cerimônia, várias pessoas desenterraram os posts do ator, o que fez com que a Academia de Belas Artes abrisse um ultimato: ou ele se desculpava ou teria que abrir mão do posto. Hart negou que faria um pedido de desculpas.

Foto postada pela Academia quando anunciaram que o ator seria o anfitrião da cerimônia – Foto: Reprodução / Instagram

“A razão de eu ter recusado é por que já tratei desse tema várias vezes. Eu comentei. Falei sobre as coisas certas e erradas e falei sobre quem eu era e quem eu sou agora”, falou o ator em um vídeo publicado no seu instagram;

Com início em 1929, esta não é a primeira edição do Oscar sem um apresentador. Em 1939, 1969, 1970, 1971 e 1989 a cerimônia também não contou com uma celebridade no comando do show. Ou seja, há 30 anos que isso não acontece.

A Academia pretende selecionar um grupo de celebridades de hollywood para apresentar vários segmentos separados do show e encher a cerimônia com esquetes de comédia e apresentações musicais das canções indicadas ao Oscar.

Os indicados da 91ª edição do Oscar serão anunciados em 22 de janeiro. A cerimônia oficial acontece em 24 de fevereiro de 2019.

Siga RJ nas Redes Sociais