José de Abreu será processado - Foto: Reprodução
Acontece

Hospital que Bolsonaro ficou internado processa José de Abreu

O Hospital Israelita Albert Einstein anunciou que vai recorrer à justiça

O Hospital Israelita Albert Einstein anunciou que vai recorrer à justiça contra o ator José de Abreu. A decisão foi tomada após ele publicar um tweet acusando a instituição de apoiar o ataque contra o presidente Jair Bolsonaro, na sua campanha, em setembro de 2018.

“Teremos um governo opressor, cuja eleição foi decidida numa facada elaborada pelo Mossad, com apoio do hospital Albert Einstein, comprovada pela vinda do PM israelense, o fascista e matador e corruptor Bibi. A união entre a igreja evangélica e o governo israelense vai dar m*”, escreveu José de Abreu, no dia da posse de Bolsonaro, mas a mensagem foi apagada minutos depois.

O hospital, onde Bolsonaro ficou internado durante 22 dias, em um comunicado oficial, classifica a acusação como “grave, insultuosa e infundada” e anuncia que vai tomar as medidas judiciais cabíveis para “zelar seu compromisso com a sociedade brasileira”.

Além do hospital Albert Einstein, José de Abreu apontou o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu (Bibi), em conjunto com Mossad, o serviço secreto israelense, como cúmplices do ataque contra o então candidato à Presidência meses antes da eleição.

Ícone – Superbanner 728×90

Siga RJ nas Redes Sociais