Acontece

Obama apoia manifestações, mas condena violência

Barack Obama — Foto: Bill Pugliano/Getty Images
O ex-presidente dos Estados Unidos alertou os manifestantes sobre a importância do voto para mudanças permanentes

O ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, voltou a falar sobre a onda de protestos que vem tomando os Estados Unidos desde a divulgação do vídeo do assassinato de George Floyd, há 1 semana, por um policial em Minneapolis. O democrata já havia publicado um comunicado sobre o assunto, mas nesta segunda (1) tratou mais especificamente das ações dos manifestantes e de como elas podem – ou não – causar uma mudança permanente no país.

Para Obama, os levantes representam “uma frustração legítima e genuína” de anos com o sistema policial dos Estados Unidos. Segundo o democrata, “a maioria esmagadora dos participantes tem sido pacífica, corajosa, responsável e inspiradora” e, por isso, “merecem respeito e apoio, não condenação”.

Leia mais

Diana Câmara entra para lista tríplice para vaga no TRE-PE

Viatura policial em chamas após protesto em Atlanta, no dia 29 de maio — Foto: Alyssa Pointer/Atlanta Journal-Constitution/AP

Entretanto, o ex-presidente apontou para ações violentas de “uma pequena minoria que, por raiva genuína ou oportunismo, está colocando pessoas inocentes em risco, agravando a destruição de bairros que frequentemente já contam com poucos serviços e investimentos”. Na quinta (28), manifestantes invadiram uma delegacia, incendiaram carros e imóveis e fizeram saques em Minneapolis. “Não vamos justificar a violência, racionalizá-la, ou participar dela”, convocou Obama.

O movimento de protesto contra o racismo na polícia americana é intitulado “Black Lives Matter”, que significa “Vidas Negras Importam” — Foto: José Luís Magana/AFP

O democratata chamou a atenção, ainda, para o fato de muitos desacreditarem de uma mudança real na política americana. “A escolha não é entre protesto e política. Temos que fazer as duas coisas. Temos que nos mobilizar para aumentar a conscientização, e precisamos votar para garantir que elegamos candidatos que atuarão em reforma”, destacou Obama. “Se nós queremos um sistema criminal justo e que a sociedade americana como um todo funcione sob um código de ética mais elevado, nós mesmos devemos ser os modelos para esse código”, pontuou.

Dünyaya açılmak için hala neden bekliyorsunuz?

Türk takipçi

Günümüz de en önde giden sosyal medya platformlarından olan instagram ile günümüzün uzun bir süresini geçiriyoruz tabiki bu durumda ise birşeyler paylaştığımız vakit beğenilmek istiyoruz. yüzler ce binlerce takipçisi olan arkadaşlarınızdan yada rakip iş yeri sahiplerinizden önde olmak istemezmisiniz? eğer bunları düşünüyor ve siz de sosyal medya da satış yaparak para kazanmak istiyorsanız sizi https://instagramaktiftakipci.com/turktakipci/ bekliyoruz