O álbum "Dona de Mim" garantiu a disputa pelo Grammy Latino - Divulgação
Entrevista

“Eu sonho bem alto”, dispara Iza sobre planos de carreira

A cantora, que foi atração do Baile da Vogue/Dona Santa, sábado (10), conversou com o site RJ sobre planos de carreira e ativismo

Destaque da música pop brasileira, a cantora Iza foi o nome do Baile da Vogue/Dona Santa, que rolou sábado (10), na Arcádia Paço. Foi no camarim do agito, com uma dose extra de simpatia, que a carioca recebeu a equipe do site Roberta Jungmann para papo sobre vida e carreira. Prestes a seguir para Las Vegas, quinta (15), onde participa da cerimônia do Grammy Latino, a artista celebra a indicação ao troféu de Melhor Álbum de Pop Contemporâneo em Língua Portuguesa. O disco na disputa é o seu “Dona de Mim”, que concorre com Anaadi, Erasmo Carlos, Ana Vilela e Xênia França.

Iza brilha na música brasileira – Foto: Thiago Britto

RET VW Agosto
View this post on Instagram

Sabe como a gente fica quando descobre que foi INDICADA AO GRAMMY?! No chão. Literalmente. #melhoralbumpop

A post shared by IZA (@iza) on

No palco do evento no Recife, fez uma ode à música internacional, com repertório que passeou por Michael Jackson, Amy Winehouse, Beyoncé. Do cenário nacional, homenageou um dos seus maiores ídolos, Djavan, ao cantar a música “Lilás”. Antes de começar a música, relembrou emocionada que, dia desses, o cantor deu voz a uma canção sua. Iza revelou, durante a conversa com o site, que este ano tem sido ótimo no quesito parcerias. Celebrou poder trocar energia com as pessoas que ela admira. “Daqui a pouco, a Sandy vai lançar a nossa parceria juntas. Ela está com um projeto super especial que se chama ‘Nós, VOZ, eles’, com várias participações incríveis e eu tive a honra de fazer parte disso”, comentou. Iza também vai estrelar projeto de Milton Nascimento, outro com Caetano e revelou que “Tem várias outras coisas acontecendo”.

Iza anda fazendo várias parcerias, inclusive com Caetano Veloso – Foto: Reprodução Instagram

Iza foi uma das artistas que, durante as eleições, posicionou-se contra o presidente eleito, à época candidato, Jair Bolsonaro. Sobre ativismos e posições, a cantora foi enfática: “Independente do estilo musical que eu canto, eu acho muito importante eu ser verdadeira comigo, com meus princípios e que eu fale sobre coisas que importam, não só para mim, mas para pessoas como eu, pessoas que se inspiram em mim”.

Iza foi a estrela do Baile da Vogue/Dona Santa – Foto: Divulgação

Aos 28 anos, a carioca já tem muitas conquistas no currículo e garante: “Eu sonho bem alto”. Cantar é mais do que profissão, é certeza de felicidade. “Acho que meu sonho, e eu só vou saber quando eu chegar ao final da minha vida, é cantar para o resto da minha vida, eu quero muito fazer isso. Quando eu digo isso é realmente esperar que tudo coopere para isso: eu estar cantando até o final da minha vida, que meu corpo permita isso”, explica.

Siga RJ nas Redes Sociais