Ana Karina Soares, Annie Bittencourt e Simone Santana estão entre as homenageadas - Foto: Divulgação
Acontece

Prêmio Tacaruna Mulher destaca pernambucanas em nova edição

A gratificação acontece tradicionalmente há 19 anos

Para marcar a passagem do Dia Internacional da Mulher, celebrado nesta sexta (8), o Shopping Tacaruna realiza tradicionalmente, há 19 anos, o Prêmio Tacaruna Mulher. A gratificação é para dar reconhecimento e destaque à trajetória profissional de nove mulheres pernambucanas em suas respectivas áreas de trabalho.

A solenidade da premiação acontece na próxima quarta-feira (13), no rooftop do Shopping Tacaruna. Conheça, abaixo, as mulheres de cada categoria do prêmio deste ano:

Homenageadas:

Categoria Atividades Jurídicas – Ana Karina Pereira dos Santos Soares

Ana Karina Pereira dos Santos Soares, natural do Recife, formou-se em direito, em 1993, pela Faculdade de Direito do Recife. Foi aprovada em concurso, em 1995, para o cargo de Procuradora do Estado de Pernambuco, com apenas 25 anos de idade. Desde então, exerce com competência e brilhantismo o seu ofício na procuradoria. Também atuou em iniciativas internas do órgão visando o registro de sua memória e divulgação dos trabalhos. Idealizou e organizou o primeiro livro sobre a história da Procuradoria do Estado de Pernambuco e contribuiu para a criação da revista jurídica da entidade.

Categoria Educação – Annie Bittencourt

Annie Bittencourt, nasceu no Rio de Janeiro e mudou-se com a família para o Recife aos 6 anos, quando o pai, professor militar, foi transferido. Comanda seis unidades da escola de inglês CNA em Recife e Olinda. Possui 30 anos de experiência como professora e orientadora pedagógica, onde prepara e capacita professores e coordenadores pedagógicos. Annie é graduada em Letras, tem pós-graduação internacional em Marketing Estratégico e Gestão Empresarial e é Mestra em Ciências da Linguagem, além de ser especialista em gestão Escolar e Coordenação Pedagógica. Ainda está à frente da pós-graduação em técnicas digitais nas metodologias ativas para o ensino, oferecida pela Universidade Católica de Pernambuco.

Categoria Comunicação – Cecília Freitas

Cecília Freitas, nascida em Pesqueira, Agreste de Pernambuco, é publicitária e sócia da BG9. Começou a carreira como funcionária pública aos 19 anos. Na faculdade de comunicação, ajudou a criar uma agência laboratório na UFPE. Foi quando nasceu a semente da Agência Gruponove, formada incialmente por nove mulheres. Saiu do serviço público para entrar de cabeça na propaganda. Recentemente, participou da união das agências Gruponove e Plano B, que formaram a BG9, uma das mais importantes agências pernambucanas. A BG9 faz parte da holding Duca, maior negócio da área de publicidade, inovação e comunicação do Norte e Nordeste.

Categoria Design, Arquitetura e Decoração – Cida Lima

Cida Lima, nascida na zona rural do município de Belo Jardim, Agreste de Pernambuco, herdou de sua família, conhecida na região como família de louceiros, o saber-fazer da louça cabocla.  As famosas cabeças de cerâmica produzidas por ela são frutos de uma história de muita dedicação e sacrifício. Com apenas 8 anos de idade, começou a moldar o barro para ajudar a família no sustento da casa. Foi reconhecida como Mestra Cida Lima pelo Programa de Artesanato Brasileiro (PAB).

Categoria Cultura – Gerlane Lops

Gerlane Lops, olindense, é cantora e percussionista. Estudou canto no Conservatório Pernambucano de Música e cursou Licenciatura em Música pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Em sua trajetória, venceu vários concursos musicais, acumula três CDS e um DVD gravados e diversas apresentações em Pernambuco e outros estados brasileiros. Gerlane é considerada uma das principais interpretes do samba no Estado, ritmo que é a sua bandeira. A sambista foihomenageada no carnaval do Recife em 2019.

Categoria Ação Social – Germana Soares

Germana Soares, nascida em Jaboatão dos Guararapes, é fundadora da ONG União de Mães de Anjos (UMA), que dá suporte a quem tem filhos nascidos com a síndrome congênita da zika. O seu filho foi um dos primeiros casos do diagnóstico de microcefalia. A partir de um grupo no WhatsApp com outras mães, Germana viu a necessidade de largar sua carreira de corretora de imóveis para cuidar do filho e tornar a luta uma frente organizada por mais dignidade, concebendo a ONG. Hoje, mais de 400 mães integram a União. Na sede da UMA, famílias do interior, que vem em busca de tratamento, recebem hospedagem, alimentação e apoio. Após muita luta, Germana conseguiu incluir um anticonvulsivante na lista de medicamentos entregues pelo SUS às famílias. Em 2018, recebeu o Troféu Grão para pequenas iniciativas de grande impacto social.

Categoria Medicina e Saúde – Lucia Brito

Lucia Brito, natural de Caririmirim, Sertão de Pernambuco, é neurologista. Chefe do Serviço de Neurologia do Hospital da Restauração (HR), a médica se dedica há mais de quatro décadas à saúde pública, levando a seus pacientes o cuidado associado ao olhar de uma pesquisadora que é referência internacional. E foi graças a esse diferencial que ela conduziu a primeira pesquisa no mundo a associar a infecção prévia pelo zika vírus com o desenvolvimento de síndromes neurológicas, a exemplo da Guillain-Barré. Lucia ainda é referência no acompanhamento de doenças desmielinizantes (dentre as quais a mais popularmente conhecida é a esclerose múltipla), tratamento que também realiza no Sistema Único de Saúde (SUS).

Categoria Moda – Marina Pacheco

Marina Pacheco, natural do Recife, é arquiteta, figurinista e atriz. Fundadora e Diretora de Criação do Marina Pacheco Atelier, marca de vestuário de design autoral que traz o conceito de moda com arte e sustentabilidade. Prioriza o uso de tecidos de fibras naturais, de fontes renováveis, e tem como missão, incentivar o consumo consciente. Busca utilizar o trabalho manual, atrelado à tecnologia e sustentabilidade. Marina também é diretora de arte do espetáculo Paixão de Cristo, de Nova Jerusalém. É responsável pela pesquisa, desenvolvimento e reprodução do figurino dos habitantes da região da Judeia.

Categoria Política, Economia e Negócios – Simone Santana

Simone Santana nasceu em São Raimundo Nonato (Piauí), cresceu em Petrolina e, aos 15 anos, foi estudar no Recife. Tornou-se médica pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), especialista em pediatria e medicina do trabalho. Mas foi este ano, em seu segundo mandato como deputada estadual que ela fez história: tornou-se a primeira mulher vice-presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), em 183 anos de casa. Já no primeiro mandato assumiu a Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher. Entre 2014 e 2018, tornou-se autora de 15 leis, criando, inclusive, o Dia Estadual de Combate ao Feminicídio, marcado no dia 5 de abril. Hoje, no segundo mandato, tem como uma de suas principais lutas a conquista de mais voz para as mulheres dentro da Alepe.