A empresa anunciou o investimento no segmento do streaming - Foto: Divulgação
Acontece

Apple anuncia produções originais e quer lugar de TV a cabo

A empresa anunciou o investimento no segmento do streaming

O CEO da Apple, Tim Cook, anunciou, na segunda-feira (25), o investimento da empresa no segmento do streaming. Previsto para começar a operar no segundo semestre em mais de cem países, incluindo o Brasil, o serviço Apple TV+ vai contar com produções originais encabeçadas por alguns dos nomes mais famosos de Hollywood.

Entre as atrações, estão as séries de ficção científica “Amazing Stories”, criada por Steven Spielberg, e “See”, estrelada por Jason Momoa, além da série dramática “The Morning Show”, com Reese Whiterspoon, Jennifer Aniston e Steve Carrel, e um spin-off de “Vila Sésamo”.

Além destas produções, outro serviço a ser lançado é o “Apple TV Channels”, que vai funcionar como um agregador de canais por assinatura. HBO, Showtime, History e Comedy Central são alguns do que já estão no projeto. Na prática, cada usuário vai poder montar um pacote personalizado de TV por assinatura, pagando apenas pelos canais que desejar, indo na contramão do sistema de TV paga, moldado a partir de pacotes fechados.

Apple Channels – Foto: Divulgação

E não para por aí. Outra aposta é o “Apple Arcade”, um novo serviço de assinatura de jogos que promete mais de 100 novos games. O mercado americano vai contar ainda com o Apple News+, que promete acesso a 300 revistas, como Billboard e New Yorker, a uma mensalidade de US$ 9,99.

Apesar de toda a pompa do evento de anúncio, a empresa não divulgou o valor desses serviços, provocando queda nas ações da Apple. Essa incerteza se aprofunda com o fato de a empresa chegar atrasada na guerra do streaming, tendo como concorrentes os já consolidados Netflix e Amazon Prime Video.

Siga RJ nas Redes Sociais