Acontece

Jornalista Rubens Ewald Filho morre aos 74 anos

Crítico de cinema estava internado desde 23 de maio

Faleceu na tarde desta quarta-feira (19) o jornalista e crítico de cinema Rubens Ewald Filho. Ele estava internado no Hospital Samaritano, em São Paulo, desde o último dia 23 de maio, quando sofreu um desmaio seguido de queda, após uma arritmia cardíaca.

O crítico comentou a cerimônia do Oscar na TV brasileira desde 1985. Antes mesmo dessa estreia, pela TV Cultura, assistia às premiações em verdadeiras festividades em seu apartamento, na Grande São Paulo, onde recebia amigos para comentar as decisões da Academia. As noites de premiação com seus comentários privados não raro eram acompanhadas de perto pela reportagem televisiva local.

RET Davinci

A paixão de Rubens Ewald Filho pela sétima arte remete à sua tenra infância. O crítico desde cedo anotava nome e ficha de técnica de todos os filmes a que assistia. Tendo falecido aos 74 anos nesta tarde de junho, tinha batido a marca de 37500 filmes assistidos.

A trajetória profissional do jornalista deixou sua marca nos maiores veículos de comunicação do país, como Rede Globo, SBT, Grupo Record (portal R7 e Record News), RedeTV!, TV Cultura, revista Veja , Jovem Pan e Folha de S.Paulo, além de HBO, Telecine e TNT.

Rubens Ewald também trabalhou como ator e produtor de teatro, cinema e televisão, tendo deixado sua marca e no roteiro de telenovelas como Éramos Seis (1994) e Iaiá Garcia (1982) e tendo atuado em filmes como Amor Estranho Amor (1982) e A Casa das Tentações (1975). O diretor ocupava o cargo de Secretário de Cultura do Município de Paulínia-SP.

SBD Da Vinci
RET Davinci

Siga RJ nas Redes Sociais