Marcos Mion é pai de Romeo, de 14 anos, diagnosticado com autismo - Foto: Reprodução/Instagram
Acontece

Marcos Mion vai a Brasília para incluir o autismo no Censo 2020

A reunião contou com a presença do presidente Jair Bolsonaro e da primeira dama Michelle Bolsonaro

Marcos Mion participou, nesta quinta-feira (18), de uma reunião em Brasília para incluir o autismo no censo 2020. Pai de Romeo, de 14 anos, diagnosticado com autismo, o apresentador é um forte defensor da causa. Após quatro horas de reunião, Mion celebrou, em suas redes sociais, a decisão de incluir o autismo no censo 2020 do IBGE.

RET VW Agosto
View this post on Instagram

Eu vim achando que era uma causa perdida, que o governo ia usar minha imagem para amenizar a decisão de não incluir o autismo no Censo, mas como disse em todos os vídeos: “Vou lutar até o fim”! Por todas famílias autistas! MEU PARTIDO É O AUTISMO! E pelas famílias eu vou até o fim. . Após 4 horas de reunião e muita discussão para todos os lados, com grandes inputs do Ministro da Saúde Mandetta, da Priscila da secretaria da pessoa com deficiência e da Susana presidente do IBGE, além de todos assessores, com uma atitude surpreendente o presidente @jairmessiasbolsonaro sancionou a lei que inclui dados específicos sobre autismo no Censo2020! Estou MUITO EMOCIONADO! Batalhei muito nessa reunião, nunca esmoreci, não cedi a controvérsia alguma por vcs, minha comunidade autista! E isso é apenas o começo! Agora o autismo entrou pela porta da frente e vou sempre representar a vontade da comunidade, acima da minha própria. . Um agradecimento muito especial à primeira dama @michellebolsonaro madrinha de todas causas que, sem ela, nada seria possível. . Mais uma vez eu repito: MINHA BANDEIRA É AZUL. MEU PARTIDO É O AUTISMO.🧩

A post shared by Marcos Mion (@marcosmion) on

O apresentador contou que depois de quatro horas de reunião e muita discussão para todos os lados, a comunidade autista foi ouvida, respeitada e contemplada. “Eu vim achando que era uma causa perdida, que o governo ia usar minha imagem para amenizar a decisão de não incluir o autismo no Censo, mas como disse em todos os vídeos: ‘Vou lutar até o fim’! Por todas famílias autistas! MEU PARTIDO É O AUTISMO!”.

Marcos Mion revelou que o filho era autista em 2014, por meio de um vídeo emocionante. “Senti que era a hora de falar da dificuldade do meu filho, depois que estudei o tema, até para ter conhecimento médico para explicar. Me dediquei de corpo e alma para entender. Também não queria que ele fosse rotulado. Você tira o brilho de uma criança quando isso acontece”, afirmou.

O autismo só foi considerado deficiência no Brasil em 2012. Desde então, grupos ligados à causa têm realizado várias ações para garantir seus direitos. Em 2014, começaram a batalha para incluir a condição no censo do IBGE. A ideia é saber quantos autistas existem no Brasil, já que hoje não existe dado oficial.

SBD VW Agosto