Fundaj - Foto: Adolfo Santos Sonteria/Flickr/Reprodução
Acontece

Fundaj arma programação para celebrar os seus 70 anos

O Museu do Homem do Nordeste também celebra nova idade no mesmo dia

A Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj) celebra os seus 70 anos neste domingo (21). No mesmo dia, aliás, o Museu do Homem do Nordeste também completa 40 anos. E, claro, uma super programação foi montada para marcar a data, como o lançamento dos selos Joaquim Nabuco, patrono da Casa, e Gilberto Freyre, seu fundador, além de entrega de medalhas, exposições e mostra de cinema. Confira:

Selos

A programação terá início às 10h com a entrega de selos comemorativos no Engenho Massangana, no Cabo de Santo Agostinho, onde o abolicionista Joaquim Nabuco viveu até os oito anos. Serão dez homenageados no lançamento dos selos Joaquim Nabuco e Gilberto Freyre pelos 70 anos da Fundação e 40 anos do Museu do Homem do Nordeste.

RET Davinci

Entre os contemplados estão a família de Joaquim Nabuco, representada na cerimônia pelo bisneto Pedro Nabuco, e a presidente da Fundação Gilberto Freyre, Sônia Freyre, filha do sociólogo.

Museu do Homem do Nordeste – Foto: Divulgação
Exposições

As exposições no Museu do Homem do Nordeste, que serão abertas no domingo (21), são fruto de um trabalho em conjunto com os servidores do MUHNE. A mostra “40 anos Educando” homenageia Silvia Brasileiro, que integrou a equipe do Educativo do Museu de 1987 a 2015. Será aberta às 16h na sala Waldemar Valente, no campus da Fundaj em Casa Forte.

A proposta da exposição é mostrar, por meio de brinquedos, bonecos, caminhões, carrinhos de lata, oficinas de máscaras e brinquedos, que a identidade é um pedaço escondido dentro de alguém. A ideia, destacou a antropóloga, é que os pequenos saiam mais nordestinos e mais brasileiros. A mostra fica exposta por seis meses.

Em seguida, será aberta a intervenção museológica “Muhne 40 Anos, 40 Peças”. Serão 15 peças da exposição permanente do museu somadas a outras 25 da reserva técnica para contar toda história do Muhne. As 40 peças foram identificadas e escolhidas em acordo com a equipe do Museu, considerando seus significados para cada época da instituição.

Aniversário da Fundaj – Foto: Divulgação
Medalhas

O jardim do Museu do Homem do Nordeste sedia, às 17h, no domingo (21), a cerimônia de entrega das medalhas Joaquim Nabuco e Gilberto Freyre. Serão 110 homenageados entre servidores da casa, personalidades e instituições que contribuíram com a Fundação e o Museu.

Entre os homenageados, artistas, como Lia de Itamaracá, artesãos, como mestre J. Borges, instituições, entre elas a Academia Pernambucana de Letras, o Tribunal de Justiça de Pernambuco e a Assembleia Legislativa de Pernambuco. Também serão agraciadas as famílias de personalidades que contribuíram para o desenvolvimento da Fundação.

Cinema

As comemorações continuam na próxima semana. De 25 a 28 de julho, o Cinema da Fundação estreia a Mostra Inéditos do Cinema Português. Serão sete longas de diretores contemporâneos portugueses nunca vistos no estado, numa parceria com a Embaixada Portuguesa e o Instituto Camões. A mostra evoca o conceito “luso-tropicalismo”, elaborado pelo sociólogo e escritor Gilberto Freyre. A entrada é gratuita.

Programação

25 a 28 de julho (quinta-feira a domingo), Cinema do Museu, em Casa Forte
20h – Fado Camané
[Portugal, 2014], de Bruno de Almeida. Gênero: documentário. Classificação: Livre.
Duração: 72 minutos.

Sexta, 26
18h20 – Voltar à Terra
[Portugal, 2015], de João Pedro Plácido (Fênix Filmes). Gênero: documentário.
Duração: 78 minutos.

20h – Colo
[Portugal, 2017], de Teresa Villaverde (Zeta Filmes). Gênero: drama. Elenco: João
Pedro Vaz, Alice Albergaria Borges, Beatriz Batarda. Classificação: 14 anos.
Duração: 136 minutos.

Sábado, 27
20h – Correspondências
[Portugal/Brasil/Grécia/Argentina/França, 2016). Gênero: documentário biográfico.
Classificação: Livre. Duração: 145 minutos.

Domingo, 28
18h30 John From
[Portugal, Brasil, 2015], de João Nicolau (Fênix Filmes). Gênero: drama. Elenco:
Júlia Palha, Filipi Vargas, Leonor Silveira. Classificação: Livre. Duração: 95 min.

20h20 -A Floresta das Almas Perdidas
[Portugal, 2016], de José Pedro Lopes. Gênero: Drama, terror. Elenco: Daniela
Love, Jorge Mota, Mafalda Banquart, Lígia Roque. Clássificação: 14 anos. Duração:
71 minutos.

SBD Da Vinci

Siga RJ nas Redes Sociais

RET Davinci