Acontece

Críticas ao Governo deram o tom da 2ª noite do Cine PE

A equipe do filme "Abraço" - Foto Felipe Souto Maior/Divulgação
O ator Flávio Bauraqui, que está no elenco do filme "Abraço", fez fala de protesto

A segunda noite do Cine PE 2019 foi marcada pelo alto tom crítico à Jair Bolsonaro. A equipe do filme “Abraço”, que integra da Mostra Competitiva de Longas-Metragens do festival e encerrou as exibições nesta terça-feira (30), subiu ao palco do Cinema São Luiz com discursos de protesto contra o governo federal. Com a sala de projeção lotada, o diretor Deivisson Fiuza disparou: “O Brasil não merece o momento que está vivendo”, arrancando aplausos da plateia.

O diretor do filme “Abraço”, Deivisson Fiuza – Foto: Felipe Souto Maior/Divulgação

O ator Flávio Bauraqui, que compõe o elenco do longa, também prestigiou a noite e complementou o discurso de Fiuza com a fala: “Podem até nos balançar, mas cair, não iremos”, sobre a Educação. Vale ressaltar que “Abraço” remonta uma mobilização que aconteceu em 2008, quando educadores sergipanos das redes municipal e estadual de ensino se uniram em defesa da manutenção da Progressão Vertical. Com a mobilização, os profissionais lutavam para evitar a perda dos direitos conquistados.

O Flávio Bauraqui – Foto Felipe Souto Maior/Divulgação

A carioca Rozzi Brasil, diretora do curta “#Procuram-se Mulheres”, soltou no texto de apresentação do seu documentário: “Eu acho muito emblemático que em um momento como esse, em que a Ancine é tão atacada, eu tenha conseguido sair do Rio de Janeiro e chegado em Pernambuco com esse filme. Parece um quebra-cabeças divino”.

A carioca Rozzi Brasil, diretora do curta “#Procuram-se Mulheres” – Foto: Felipe Souto Maior/Divulgação

Dentro da programação, filmes como “Mulheres de Fogo”, de Vinicius Meireles, também levaram ao público uma provocação sobre o direito à qualidade de vida. “A terra tinha que ser como o sol, vento e chuva. Todos têm o direito”, diz uma das personagens do documentário. O curta acompanha o assentamento Chico Mendes III, onde habitam 55 famílias provenientes dos conflitos que ocorreram entre 2004 e 2008, nas áreas antigamente pertencentes ao Engenho São João.

O público lotou a segunda noite do Cine PE 2019 – Foto: Felipe Souto Maior/Divulgação

Leia Mais

Thaila Ayala acompanha Renato Góes no Cine PE 2019

Muita emoção marcou o abre da 23ª edição do Cine PE

A segunda noite do Cine PE também contou com a exibição do romântico curta pernambucano “Pisciano”, de Alexandre Pitanga, e “Carrero, o Áspero Amável”, de Luci Alcântara. Vale lembrar que o terceiro dia de programação do festiaval, que ocorre nesta quarta-feira (31), terá a exibição dos curtas “Quando a Chuva Vem?” e “Sobre Viver”, ambos na Mostra Competitiva de Curtas-Metragens Pernambucanos, e “Obeso Mórbido”, “Cor de Pele”, “É Difícil te Encontrar”, “A Pedra” e “Apneia” entre os curtas nacionais. O longa-metragem da noite é o carioca “Vidas Descartáveis”, de Alexandre Valenti e Alberto Graça. Clique aqui e confira a programação completa.

Dünyaya açılmak için hala neden bekliyorsunuz?

Türk takipçi

Günümüz de en önde giden sosyal medya platformlarından olan instagram ile günümüzün uzun bir süresini geçiriyoruz tabiki bu durumda ise birşeyler paylaştığımız vakit beğenilmek istiyoruz. yüzler ce binlerce takipçisi olan arkadaşlarınızdan yada rakip iş yeri sahiplerinizden önde olmak istemezmisiniz? eğer bunları düşünüyor ve siz de sosyal medya da satış yaparak para kazanmak istiyorsanız sizi https://instagramaktiftakipci.com/turktakipci/ bekliyoruz