Lucy Alves - Foto: Divulgação
Entrevista

Confira a entrevista exclusiva com a cantora Lucy Alves

Considerada um dos novos expoentes da música brasileira, a cantora é a convidada especial da tradicional Cantata de Natal da Caixa Cultural Recife.

A cantora Lucy Alves, considerada um dos novos expoentes da música brasileira, é a convidada especial da tradicional Cantata de Natal promovida pela Caixa Cultural Recife. O evento será neste domingo (1), no Recife Antigo, mas ela já conversou com o site Roberta Jungmann contando os significados e a emoções da apresentação e também falando sobre a ligação com Pernambuco, a carreira como atriz e o Amor de Mãe. Você confere tudo, agora, nesta entrevista exclusiva.

Você vem ao Recife participar da Cantata de Natal da Caixa Cultural. É um espetáculo que traz toda a simbologia do ciclo natalino e que costuma atrair milhares de pessoas. O que você espera dessa experiência? O que você quer deixar para o público e o que você acha que pode receber em troca também?

As festas natalinas sempre marcaram o meu imaginário, minha vida. Os encontros familiares, as trocas de presentes, o alimento compartilhado. É um momento que me emociona. Espero tocar as pessoas e me deixar ser tocada por elas. É o momento de ir encerrando os ciclos desse ano que termina. Espero que nos emocionemos e que a empatia pelas pessoas tome nossos corações.

O Natal é uma festa carregada de significado e emoção. É assim para você também? O que mais te toca nessa época do ano?

Com certeza. É a festa mais emotiva pra mim porque simboliza o encontro de família e momento de comungar as experiências vividas ao longo do ano.

Leia mais

Turnê de Sandy e Junior arrecada milhões e já é a maior do Brasil

Lucy Alves
Lucy Alves é convidada especia da cantata de Natal da Caixa Cultural Recife. foto: Reprodução.

No ano passado, você recebeu o título de cidadã pernambucana e agora vai participar de um evento que já faz parte do calendário natalino do Recife. Pernambuco está cada vez mais entrelaçado a sua história?

Pernambuco pode ser considerada uma segunda casa. Sempre me acolheu e adoro cantar para o público pernambucano que aprecia e valoriza música e arte no geral. Portanto, me sinto filha desta terra.

A sua carreira de cantora ganhou projeção nacional em 2013 com a sua participação no The Voice Brasil. De lá para cá, você tem se tornado uma importante representante da nossa MPB e da cultura do Nordeste também. Orgulha-se em perceber este papel de porta-voz e de representatividade de uma região?

Muito. Ser mulher, nordestina, artista, brasileira é de uma importância tremenda. Quando canto ou falo eu represento a Paraíba e o Nordeste, transformando minha tribo em universal. Sou feliz de poder fazer o que gosto e sei que carrego assim uma alegria e uma responsabilidade bonita. É um orgulho ser representante do meu povo. Só quero ser feliz e poder influenciar e emocionar de uma forma positiva as pessoas.

Lucy participou do The Voice Brasil em 2013. Foto: Estevam Avellar/Globo.

Paralelo à música, você também é uma das consagradas atrizes da nova geração, interpretando, inclusive mulheres que trazem uma carga de força muito forte. Onde você busca referência para dar vida a essas personagens?

Acho que essa força que nunca seca corre em minhas veias. Herança das mulheres de minha família. Sensíveis e muito aguerridas. Portanto, minha família nordestina é sempre meu maior referencial.

Você está no ar agora na novela Amor de Mãe, fazendo a versão jovem da personagem Lurdes e dividindo o papel com Regina Casé. Há mais cenas gravadas para serem exibidas ao longo da novela?

Eu gravei o flashback da personagem “ Lurdes” que seguirá com a querida Regina. É possível que vejamos alguma cena, quando se fala no passado da personagem.

Para você, o que significa amor de mãe?

O amor maior. Incondicional. Acolhedor e transformador. O mais quente e confortável ao coração.