Maria do Céu ainda ocupa o apartamento em que vivia com João Gilbert, no Leblon (Foto: Reprodução/Instagram)
Acontece

Ex-namorada de João Gilberto está prestes a ser despejada

“Nem alimentação ela tem direito”, contou uma amiga da ex-companheira do músico
NE Unido SBD

A morte de João Gilberto, em julho de 2019, deixou a vida de sua companheira Maria do Céu Harris bem difícil. Num processo que corre em segredo de justiça, sete meses depois de perder o companheiro, ela ainda busca na Justiça o reconhecimento de uma união estável com o cantor. Para complicar ainda mais, segundo informações do jornal carioca Extra, as despesas do apartamento em que o casal vivia – e onde Maria do Céu ainda mora – não são pagas desde agosto de 2019, totalizando uma dívida de quase R$ 100 mil.

Maria do Céu Harris (Foto: Leo Aversa/Reprodução)

Por causa dessa inadimplência, Maria do Céu e Bebel Gilberto, filha do músico, estão sendo processadas pela proprietária do apartamento, localizado no Leblon. Era Bebel, inclusive, quem pagava as contas do imóvel enquanto o João Gilberto era vivo, já que a cantora possuía a curatela do pai.

NE Unido RET
Leia mais

João Doria está vendendo sua casa em Trancoso

Ainda de acordo com o Extra, uma audiência de mediação entre as rés e a autora do processo está prevista para o dia 26 de março, mas Maria do Céu já espera o despejo. “Ela não tem onde ficar, não possui parentes e os poucos amigos que restaram não querem se envolver nisso”, contou uma amiga ao jornal. “Nem alimentação ela tem direito”, completou. Como a moçambicana ainda tenta provar que foi companheira de João Gilberto até ele morrer, ela não tem direito a qualquer quantia enquanto a sentença do processo não é decretada.

João Gilberto e Maria do Céu (Foto: Leo Aversa/Reprodução)
Relacionamento

Maria do Céu é moçambicana e começou a se relacionar com João Gilberto em 1984, quando o conheceu em Lisboa. No mesmo ano, de acordo com o jornal O Globo, o cantor convidou a amada para viver com ele no Brasil e, desde então, Maria do Céu sempre morou em apartamentos pagos por João – mesmo nos períodos em que o casal esteve separado.

Siga RJ nas Redes Sociais

RET Davinci