O bloqueio total na capital pernambucana vai virar regra a partir de 16 de maio. (Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR)
Acontece

Entenda como vai funcionar o “lockdown” no Recife

Confira quais são as novas regras de isolamento na capital pernambucana e como elas serão aplicadas

Com anúncio do governador de Pernambuco, Paulo Câmara, da adoção de medidas mais rígidas de isolamento em 5 municípios da Região Metropolitana do Recife, muitas dúvidas tem surgido sobre como vai funcionar esse lockdown. O prefeito Geraldo Julio, aliás, esclareceu, nesta segunda (11), que a decisão foi tomada com base em estudos científicos que apontavam uma aceleração nos casos de coronavírus no Recife na segunda quinzena de maio. Ele explicou que, de acordo com os dados, o prazo entre 16 e 31 de maio mostrou-se como o período mais eficiente para implementar o bloqueio total no município. “É nesse tempo que a gente pode conseguir uma maior redução do crescimento da Covid, fazendo esse isolamento rígido”, destacou o prefeito do Recife.

Geraldo Júlio, prefeito do Recife. (Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR)

Entre amanhã (12) e a próxima sexta (15), o lockdown vale em caráter educativo. Mas do próximo sábado (16) até o dia 31 de maio, essas medidas mais rígidas serão obrigatórias. “Alguns chamam de lockdown, outros chamam de bloqueio ou de fechamento total; mas o mais importante não é o nome, o mais importante é o engajamento de todos”, alertou Geraldo Júlio. Confira, abaixo, as novas regras de isolamento da capital pernambucana e como elas serão aplicadas:

Restrição do trânsito de veículos

Popularmente denominado “rodízio de carros”, esse decreto prevê a circulação separada por placas ímpares e pares fiscalizada pela instalação de 16 pontos de controle presencial (blitz) no município. Dessa maneira, veículos cujo último número da placa seja ímpar, só poderão circular nos dias ímpares, enquanto veículos cujo último número da placa seja par (incluso o numeral zero), só poderão circular em dias pares.

É importante esclarecer que para considerar se um dia é par ou ímpar, o Governo do Estado está levando em conta a data e não o dia da semana. Ou seja: dias 1, 3 e 5  de um mês são ímpares, independente de caírem numa segunda ou quarta, por exemplo.

Os táxis estão isentos do rodízio, mas os carros de aplicativo não. (Foto: Alfeu Tavares/Folha de Pernambuco)

A restrição, entretanto, não vale para veículos de uso oficial e dos profissionais das áreas de Saúde, Segurança, Defesa Civil e Imprensa. Além disso, veículos de serviços essenciais, como distribuidoras de água e gás, energia, Correios, alimentos, funerárias, limpeza urbana, obras, guinchos e ambulâncias, táxis (automóveis de aplicativos particulares serão enquadrados na restrição), ônibus e motocicletas de entrega também estão liberados.

O secretário de Planejamento e Gestão do Recife, Jorge Vieira, esclareceu que os motoristas que não respeitarem a medida não sofrerão multas. O que acontecerá é uma orientação, nas Blitz, que irão orientar os desobedientes à retornarem para casa. Ele apontou, entretanto, que os motoristas que insistirem na circulação indevida terão seus veículos apreendidos.

Bloqueio na ciclovia da orla de Boa Viagem, na Zona Sul a da cidade. (Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR)
Redução da circulação de pessoas

A circulação de pessoas será controlada através da exigência de documento de identificação, justificativa do destino e finalidade essencial para a saída. Nas comunidades, serão realizadas ações de fiscalização e fechamento de estabelecimentos comerciais, higienização de ruas e distribuição de kits de higiene, entrega de material informativo com reforço ao isolamento social e orientações de saúde. Nesses locais serão distribuídas cestas básicas, além de orientações sobre benefícios assistenciais.

Geraldo Julio recebendo, no dia último dia 4 de maio, uma doação de máscaras da cidade de Guangzhou, na China. (Foto: Reprodução)
Obrigatoriedade do uso de máscaras

Nas vias públicas, o uso de máscaras de proteção será obrigatório. Pessoas sem o equipamento, que pode ser cirúrgico ou artesanal, serão orientadas a retornar para suas casas.

Aumento da fiscalização em estabelecimentos comerciais

Seguem funcionando os serviços essenciais, como supermercados. Mas, como o uso de máscaras e locais de circulação pública passa a ser obrigatório, estabelecimentos comerciais ou transporte público serão autuados quando for constatada a presença de pessoas sem o uso das máscaras.