Marcelo Navajas, ministro da saúde da Bolívia. (Foto: Reprodução)
Malas Prontas

Investigação de compra de respiradores prende ministro na Bolívia

A investigação foi decretada nessa terça (19) pela presidente interina do país por "possível corrupção"

O ministro de saúde da Bolívia, Marcelo Navajas, foi preso nesta quarta (20) como parte da investigação de uma compra superfaturada de respiradores. A investigação foi ordenada ontem (19) pela presidente interina da Bolívia, Jeanine Añez, por “possível corrupção”.

Jeanine Añez, presidente interina da Bolíva. (Foto: Marco Bello/Reuters)
Leia mais

Companhias aéreas pretendem retomar voos nacionais em junho

A Bolívia adquiriu,  179 ventiladores pulmonares para o tratamento de pacientes com Covid-19 no país. Todos foram comprados com financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) por US$ 27.683 cada. Acontece que a GTA cobra de 10 a 12 mil dólares por cada item. Segundo informações do portal G1, a empresa de quem a Bolívia comprou os respiradores seria a espanhola GPA Innova.

Os respiradores foram adquiridos para tratamento de pacientes com Covid-19. (Foto: Carlos Mamani/AFP)
Leia mais

Basílica de São Pedro voltará a receber turistas

O coronel Iván Rojas, comandante da Força Especial de Luta Contra o Crime (FELCC) disse que Navajas “se encontra em qualidade de apreendido em uma das dependências da FELCC na cidade de La Paz”. Além de Navajas, foram detidos Fernando Valenzuela e Giovanni Pacheco, também da equipe do Ministério da Saúde boliviano. Dois funcionários do BID também estão sendo investigados pelo Ministério Público do país.