Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados. (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Política

“Sou radicalmente contra”, diz Maia sobre prorrogação de mandatos

O Presidente da Câmara ainda sugeriu novas datas caso o adiamento das eleições seja aprovado

A decisão de adiar as eleições 2020 parece estar cada vez mais próxima. Mas muito tem se discutido sobre que medida tomar caso os mandados dos atuais vereadores e prefeitos acabe e, sem eleições, não haja novos empossados. O Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, já havia falado, na terça (19), que “é quase unanimidade” entre os parlamentares a decisão de adiar as eleições de 2020, mas sem prolongar tempo de mandato.

Maia sugeriu novas datas para as eleições 2020. (Foto: Reprodução)
Leia mais

Governadores e presidente alinham ideias sobre ajuda aos estados

Maia voltou a abordar o assunto e enfatizar seu posicionamento nesta quinta (21). “Prorrogação de mandato não tem previsão na Constituição brasileira”, afirmou. Para o deputado, a medida pode abrir concessões para que, no futuro, algum governante, “se sinta muito forte” e prolongue seu próprio tempo de gestão. Ele sugeriu, ainda, possíveis datas caso o adiamento seja aprovado: 15 novembro para o primeiro turno e 1º de dezembro para o segundo.