A viagem durou 85 dias — Foto: Reprodução/TV Globo
Acontece

Argentino veleja sozinho para passar a quarentena com a família

Ele fez a viagem em seu barco a vela

O argentino Juan Manuel Ballestero, de 47 anos, estava em uma ilha portuguesa quando seu país de origem cancelou os voos para proteger a nação contra o novo coronavírus. Para não ficar longe da família, ele decidiu partir em seu barco a vela no fim de março e cruzar o oceano Altântico de volta à Argentina.

Leia mais

Ex-assessora de Obama levou “esporro” de funcionários da realeza

Juan Manuel Ballestero (à direita) fala com seu pai ao chegar em Mar del Plata — Foto: Diego Izquierdo/AFP

“Eu não queria permanecer como covarde numa ilha onde não havia casos da doença”, explicou Ballestero. “Queria fazer todo o possível para voltar para casa. O mais importante de tudo para mim era estar com minha família.”. O argentino Ex-assessora de Obama levou “esporro” de funcionários da realezapassou boa parte da vida velejando, mas ainda assim sabia que sua viagem em meio a uma pandemia global certamente seria difícil.

Após 85 dias de viagem Ballestero chegou à sua cidade natal, Mar del Plata. “Entrar no porto onde meu pai tinha seu barco a vela, onde ele me ensinou tantas coisas, onde aprendi a velejar e onde tudo isso começou, me deu a sensação de missão cumprida”, contou.  Ao aportar, ele foi submetido a um teste de Covid-19, que deu negativo, e então pôde pisar em solo argentino e reencontrar a família. “O que vivi foi um sonho”, declarou.