Política

Com um óbito por Covid em junho, Itamaracá renova restrições

Medidas de restrição foram prorrogadas - Foto: Prefeitura de Itamaracá/Divulgação
Medidas de restrição foram prorrogadas - Foto: Prefeitura de Itamaracá/Divulgação
Decisão foi divulgada neste domingo (5).

A Prefeitura de Itamaracá renovou até o fim de julho as medidas restritivas de acesso à ilha. A decisão foi divulgada neste domingo (5) e pretende evitar o avanço da Covid-19 na cidade.

Dessa forma, apenas as pessoas que comprovem morar ou trabalhar no município têm a entrada e a circulação permitidas. O ingresso de turistas, inclusive, está proibido desde o fim de março.

Segundo a prefeitura, aliás, em todo o mês de junho foi registrado um caso de morte decorrente do novo coronavírus na cidade. O número, assim, é bem inferior aos registrados nas demais cidades da Região Metropolitana. Em todo o estado, de acordo com a Secretaria de Saúde, até o sábado (4) foram notificados 5.116 óbitos em razão da doença.

Pontal de Itamaracá — Foto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco
Leia mais

”É maravilhoso recuperar a vida”, diz Gloria Maria após tumor

Com o novo decreto, assinado pelo prefeito Mosar Tato (PSB), permanece restrita a entrada de pessoas na ilha tanto por via terrestre, por meio da Ponte Getúlio Vargas, quanto pelos acessos fluvial ou marítimo.

A medida, assim, é válida para as pessoas que circulam a pé, ou em veículos terrestres ou aquáticos. Conforme reportagem do G1, aliás, a prefeitura afirmou que táxis, veículos de transporte por aplicativo e Kombis que já circulam no município foram identificados.

No entanto, esclareceu, ainda, que as pessoas conduzidas pelos motoristas cadastrados precisarão comprovar, por meio de documento, que residem ou trabalham na ilha. Aqueles que não comprovarem a necessidade de entrar na cidade serão, então, orientados a retornar ao destino de origem.