Marina Ruy Barbosa - Foto: Reprodução/Instagram.
Moda

Grife lançada por Marina Ruy Barbosa esgota produtos em um dia

A marca foi lançada neste domingo (26).

A atriz Marina Ruy Barbosa lançou a Ginger, sua primeira grife de roupas e acessórios neste domingo (26) e, pelo visto, a carreira como empresária deve ser promissora. Em menos de 24 horas, todas as peças da coleção inaugural, batizada de “Prefácio”, esgotaram, segundo informações do “Elas no Tapete Vermelho”, do portal Terra.

A reportagem do site Roberta Jungmann acessou o site da marca nesta segunda-feira (27), por volta do meio-dia, e constatou que dois itens permaneciam esgotados: os shorts ‘Ginger’ e ‘Canvas’. Os demais produtos, no entanto, estavam disponíveis para a venda.

View this post on Instagram

Eu sempre tive muito respeito à imprensa e prazer em fazer entrevistas e ensaios. Cada matéria tem a sua história especial. Mas essa aqui tem um gosto de “primeira vez”. É a primeira vez que falo da (@shopginger) Ginger, que está sendo lançada hoje, e que traduz muitos dos meus sonhos, das minhas expectativas e do meu desejo de fazer algo que promova mudanças para mim e para quem está ao nosso redor. A minha ansiedade estava nas alturas, esperando o momento de mostrar as primeiras peças da marca. É uma enorme responsabilidade colocar um negócio de pé. É desafiador. Exige um esforço incansável. Se eu estou pronta? Não! E isso não me assusta. É só o começo. Começo de etapas de aprendizagem, troca, apostas e dedicação incondicional. Editora-chefe: @maricaruso Editora de moda: @patriciatremblais Reportagem: @mdisitzer Fotos: @fernando_tomaz Styling: @patriciazuffa Beleza: @silviogiorgio @stampa_comunicacao

A post shared by Marina Ruy Barbosa (@marinaruybarbosa) on

O sucesso da artista e agora empresária, aliás, vai na contramão da pandemia, que afetou significativamente a indústria da moda, causando queda no número de vendas. Segundo a atriz, a grife, que é focada em moletons descolados, nasceu com proposta sustentável e reflete suas crenças para o futuro.

Leia mais

Globo processa Bianca Andrade e pede indenização de R$ 500 mil

“Acredito em uma moda com olhar para o futuro, com mais atenção ao meio ambiente e preocupada com o impacto. Ter uma marca que tivesse o meu DNA, em que eu participasse de todos os detalhes – desde a criação de marca e tudo o que envolve um projeto novo, até a escolha de tecidos junto com a equipe (entendendo todos os impactos que cada um causam ao nosso planeta!) -, fazer uma moda fashion, com modelagens e acabamentos que eu acredito”, escreveu Marina em seu Instagram.

Os produtos da nova marca são disponibilizados em duas cores: laranja (ginger) e branca (canvas). Nas últimas semanas, aliás, a atriz apostou no marketing monocromático e fez diversas postagens em suas redes sociais evidenciando as cores da grife.

As primeiras peças lançadas são feitas em tecido 100% algodão. Os shorts custam  R$ 367, já a calça custa R$ 417 e a blusa sai pelo valor de R$ 527. Há, ainda, ecobag ilustrada com o nome da marca, custando R$ 35 na loja do e-commerce.

Todo o lucro da coleção “Prefácio” será revertido para a ONG Gerando Falcões, que atua em projetos sociais realizado em periferias brasileiras. As tags que acompanham as roupas, aliás, são feitas de papel semente, que pode ser plantado.