Política

Rússia registra primeira vacina contra coronavírus

Rússia registra primeira vacina contra coronavírus
Vladimir Putin - Foto: Reuters.
Especialistas internacionais questionam a eficácia do imunizante.

O presidente Vladimir Putin anunciou nesta terça-feira (11) que a Rússia é o primeiro país do mundo a registrar uma vacina contra o novo coronavírus. No entanto, especialistas internacionais questionam a eficácia do imunizante.

A Organização Mundial de Saúde (OMS), inclusive, informou que precisa ter acesso aos dados da pesquisa sobre a vacina antes de aprová-la. Mas também salientou que o país não necessita de sua autorização para proceder com o registro.

Rússia se tornou primeiro país a registrar vacina contra o coronavírus – Foto: Reprodução.

Especialistas questionam o fato de a Rússia não ter publicado nenhum estudo ou dado científico sobre os testes que realizou. Dessa forma, as fases do processo que normalmente devem ser cumpridas antes de uma nova vacina ser aprovada e lançada no mercado ainda não são conhecidas.

Leia mais

Nova Zelândia completa 100 dias sem transmissão do coronavírus

Já Putin afirma que a vacina passou em todos os testes necessários e permite obter “imunidade estável” contra a Covid-19. Ele também alegou que uma de suas filhas já tomou o imunizante.

Rússia registra primeira vacina contra coronavírus
Putin afirma que vacina é eficaz – Foto: AFP.
Rússia registra primeira vacina contra coronavírus
Presidente afirmou que uma de suas filhas já tomou o imunizante – Foto: Reprodução.

De acordo com o serviço da BBC em língua russa, a vacina foi desenvolvida pelo Centro Nacional de Investigação de Epidemiologia e Microbiologia (Gamaleya) junto ao Ministério da Defesa. O Ministério da Saúde do país informou que a vacinação deve começar em outubro de forma gratuita, iniciando por médicos, professores e por quem esyá constantemente em contato com grandes grupos de pessoas.

Leia mais

Equipe do Butantan organiza viagem à China por vacina contra Covid

Na segunda-feira (10), a OMS já havia alertado que a eficiência das vacinas em fase de testes ainda precisariam ser demonstradas e que, provavelmente, não haverá uma “solução imediata”. Como afirmou o diretor Tedros Adhanom: “Várias vacinas se encontram agora em ensaios clínicos de fase três, e todos esperamos ter várias eficazes que possam ajudar a prevenir a infecção nas pessoas. No entanto, não há uma solução imediata neste momento e pode ser que nunca haja”.

Diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus já alertou sobre a necessidade de comprovação da eficácia das vacinas – Foto: Denis Belibouse/Reuters.
OMS, aliás, ainda não aprovou vacinação russa – Foto: Denis Balibouse / REUTERS/Divulgação

A imunização russa se chamará Sputnik V, segundo a agência de notícias Reuters. O nome faz alusão à corrida espacial da Guerra Fria entre União Soviética e Estados Unidos. O Sputnik I foi o primeiro satélite a orbitar a Terra, lançado pelos soviéticos em 1957.

Dünyaya açılmak için hala neden bekliyorsunuz?

Türk takipçi

Günümüz de en önde giden sosyal medya platformlarından olan instagram ile günümüzün uzun bir süresini geçiriyoruz tabiki bu durumda ise birşeyler paylaştığımız vakit beğenilmek istiyoruz. yüzler ce binlerce takipçisi olan arkadaşlarınızdan yada rakip iş yeri sahiplerinizden önde olmak istemezmisiniz? eğer bunları düşünüyor ve siz de sosyal medya da satış yaparak para kazanmak istiyorsanız sizi https://instagramaktiftakipci.com/turktakipci/ bekliyoruz