TV e Cinema

Ana Maria Braga revela caso de assédio durante a carreira

Ana Maria Braga - Foto: Reprodução.
Ela contou que chegou a quebra o braço na tentativa de fugir do assédio.

A apresentadora Ana Maria Braga revelou que já sofreu uma tentativa de assédio sexual de um diretor de televisão. Sem mencionar nomes e datas exatas, ela afirmou que o caso aconteceu quando trabalhava nos Diários Associados, em São Paulo.

Na época, ela quebrou o braço ao tentar fugir da investida. “Quando eu fugi da sala dele, saí com tanto ímpeto, que tinha uma escada. Despenquei da escada do nono andar até o oitavo, que era o departamento comercial. Alguém me socorreu e me acudiu. Eu quebrei o braço”, disse.

Ana não citou nomes e datas extas – Foto: Reprodução/Instagram
Apresentadora chegou a quebrar o barço – Foto: Reprodução

Ana trabalhou no grupo entre as décadas de 1970 e 1980. A revelação sobre a tentativa de assédio ocorreu nessa segunda-feira (21), durante o programa Roda Viva. “O assédio não foi feito fisicamente porque eu estava na sala de um diretor. Ele tinha pedido um projeto para mim, que ia ser muito bom para a televisão brasileira. Fiz um projeto lindo. Fiquei 15 dias trabalhando no projeto. Acreditando que eu pudesse sair do programa da tarde e ter um programa a noite na televisão”, lembrou.

Leia mais

Ana Maria Braga relembra momento com Hebe Camargo

A apresentadora afirmou, ainda, que decidiu denunciar o caso a direção: “Eram os Diários Associados na época. Eu fui e marquei uma reunião lá na rua Sete de Abril para falar daquele indivíduo para o chefe geral da nação que eu trabalhava.” Em seguida,  a jornalista Vera Magalhães, apresentadora do Roda Viva, perguntou se Ana gostaria de dar o nome do profissional e do veículo em que trabalhava na época.

Ana revelou o caso durante o Roda Viva – Foto: Reprodução.

“Não há necessidade. Todo mundo já percorreu seu caminho. Um, pelo menos, já morreu. O outro eu não sei. Ficou como estava. Ele continuou sendo o que era lá.”, contou a apresentadora. Segundo Ana, ela percebeu o assédio do diretor ao levar um projeto até a sala dele. “Quando levei [o projeto], ficou na mesa dele. Ele me olhou, levantou da mesa e veio para cima de mim. Fiquei absolutamente estupefata. Ele falou: ‘Olha, venha cá’… E eu fugi”.