Acontece

Morre, aos 85 anos, o arquiteto José Luiz Mota Menezes

Foto: Andréa Rêgo Barros/Prefeitura do Recife/Divulgação
Profundo conhecedor do Recife, professor foi responsável por diversos projetos de restauração em Pernambuco

Morreu nesta segunda-feira (6), aos 85 anos, o professor e arquiteto José Luiz Mota Menezes, após passar 63 dias internado em um hospital no Recife, para o tratamento de insuficiência renal crônica. A informação foi dada pelo Instituto Arqueológico Histórico e Geográfico Pernambucano (IAHGP).

Ex-professor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), José Luiz era um profundo conhecedor da capital pernambucana, sendo um importante nome para o urbanismo da cidade. Publicou vários livros e foi responsável por diversos projetos de restauração no estado.

Nascido na cidade de Pilar (atual Manguaba), em Alagoas, José Luiz Mota Menezes veio para o Recife aos nove anos de idade, tendo se formado em Arquitetura e Urbanismo pela UFPE em 1961, iniciando sua trajetória profissional, com foco no estudo da cidade, a mobilidade e suas transformações. Além de professor na UFPE, foi, por duas vezes, presidente do Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico Pernambucano e membro da Academia Pernambucana de Letras (APL).

Entre os projetos assinados pelo arquiteto, estão a restauração de locais como a Catedral da Sé, Casa da Cultura, Palácio da Justiça e antiga Estação do Brum. Foi ainda responsável pelos projetos do Santuário da Mãe Rainha Três Vezes Admirável, em Olinda, e da Igreja Matriz do Largo da Paz, no Recife. Trabalhos desempenhados quando trabalhou no Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (atual Iphan).

José Luiz estava internado há 63 dias, em um hospital no Recife, e teve insuficiência renal crônica. O velório será à tarde na Academia Pernambucana de Letras e o enterro ainda nesta segunda, às 16h, no Parque das Flores. Ele deixa duas filhas e 3 netos.

Entre as homenagens que ressaltam a vida e a obra de José Luiz, diversas autoridades se pronunciaram, como o governador Paulo Câmara, que declarou três dias de luto no Estado.

Em nota, a Secretaria Estadual de Cultura (Secult-PE) e a Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), ao qual o arquiteto foi dirigente, lamentaram a morte.

“Recife perde um dos maiores pensadores e conhecedores de sua história. Um grande urbanista, com uma visão moderna e atual da vida numa grande cidade. Acompanhou como poucos da sua geração as mudanças que vivemos, contribuindo muito com a construção de uma política pública para o setor. Foi dirigente da Fundarpe em 1973 e desde lá aprofundou o debate sobre o papel do Estado na preservação os bens materiais e imateriais”, declarou Marcelo Canuto, presidente da Fundarpe.

“A história do Recife teve na pessoa de José Luiz Mota Menezes um grande observador e entendedor. Sua contribuição nas discussões sobre a cidade e a evolução da sociedade foram sempre assertivas. Sua passagem pelo Conselho Estadual de Preservação do Patrimônio Cultural trouxe um olhar muito atento ao que já vivemos e o que iremos viver no futuro breve. É um dia muito difícil para quem milita pela cultura”, comentou o secretário Estadual de Cultura, Gilberto Freyre Neto.

A Companhia Editora de Pernambuco (Cepe), responsável pela publicação dos últimos livros de José Luiz, também emitiu uma nota sobre o falecimento.

“Pernambuco deve ao professor José Luiz Mota Menezes diversos estudos sobre a sua história, mais especificamente a história urbana do Recife.  Os livros que ele publicou quanto ao processo de fundação da cidade e sobre o período holandês estão entre os fundamentais para a compreensão do nosso passado. Como editora dos últimos trabalhos do professor José Luiz Mota Menezes, a Cepe lamenta profundamente o seu falecimento “, destacou o presidente da Cepe, Ricardo Leitão.

“O CAU/PE agradece toda a sua dedicação ao longo de uma respeitada trajetória profissional, sempre vislumbrando soluções para a preservação do patrimônio cultural pernambucano, defendendo a integração da memória urbana do Recife ao cotidiano de todos e todas”, enfatiza um outro comunicado, publicado pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Pernambuco (CAU/PE).

Dünyaya açılmak için hala neden bekliyorsunuz?

Türk takipçi

Günümüz de en önde giden sosyal medya platformlarından olan instagram ile günümüzün uzun bir süresini geçiriyoruz tabiki bu durumda ise birşeyler paylaştığımız vakit beğenilmek istiyoruz. yüzler ce binlerce takipçisi olan arkadaşlarınızdan yada rakip iş yeri sahiplerinizden önde olmak istemezmisiniz? eğer bunları düşünüyor ve siz de sosyal medya da satış yaparak para kazanmak istiyorsanız sizi https://instagramaktiftakipci.com/turktakipci/ bekliyoruz