Acontece

Mãe de Paulo Gustavo fala sobre pastor condenado por homofobia

Imagem: Reprodução/Internet
Dona Dea, mãe de Paulo Gustavo, falou sobre o pastor que foi condenado por homofobia após desejar a morte de seu filho

Dona Dea, mãe do ator e humorista Paulo Gustavo, de 42 anos, que morreu em maio de 2021, vítima da covid-19, usou suas redes sociais na madrugada desta quinta-feira (28) para se pronunciar sobre o pastor que foi condenado pelo Tribunal de Justiça de Alagoa (TJ-AL) pelo crime de homofobia contra o seu filho.

Em seu instagram, ela se manifestou. “Ele orou pela morte de meu filho e eu rezo para que ele viva bastante para se arrepender de seus pecados”, escreveu Dona Dea.

Na época, o pastor José Olímpio havia dito que estava orando pela morte do ator, na qual estava lutando contra os sintomas do novo coronavírus.

Leia mais
Globoplay anuncia produção sobre a vida de Xuxa Meneghel

Sobre a sua condenação, foi decidido pelo Tribunal de Justiça que ele prestará serviços à comunidade. “O pastor José Olímpio prestará serviço à comunidade pelo tempo da pena, durante seis horas semanais e pagará 30 salários-mínimos, que serão revertidos para grupo ou organização não governamental de Alagoas com atuação em favor da comunidade LBGTQIA+“, explicou o comunicado.