Decoração Lifestyle

Sustentabilidade e tecnologia são o mote da Casa Cor PE

Carla Cavalcanti e Isabela Coutinho - Foto: José Britto
A mostra abre oficialmente para o público neste sábado (14)

Isabela Coutinho e Carla Cavalcanti, franqueadas da Casa Cor Pernambuco, receberam em um brunch, na manhã desta quarta-feira (11), a imprensa da Cidade para apresentar os 36 ambientes da mostra para a edição 2019. Repetindo o local do ano passado, na Av. 17 de Agosto, a Casa Cor traz o conceito ‘Planeta Casa’, que propõe a sustentabilidade e a tecnologia em cada canto da exposição.

O casarão da família Santos tem uma estrutura da década de 1930, em estilo neocolonial, e é o mesmo local que aconteceu a Casa Cor 2018. Mas, este ano, a grande novidade é que o circuito assinado pelo arquiteto Mário Santos. O roteiro é completamente diferente: as mudanças vão desde o posicionamento do acesso, que ganhou boas-vindas com mural de 70 m² assinado por Derlon Almeida.

Outra grande novidade da Casa Cor PE 2019 é o interior do casarão. Ele é ocupado por um mix de salas em várias versões. Entre as paradas obrigatórias, a Sala de Sonhar, dos arquitetos Zezinho e Turíbio Santos. “A ideia era fazer um espaço que fugisse da realidade e colocasse a pessoa em um estado de espírito. Então, a gente foi buscar nas referências de J. Borges, que fez um painel especialmente para o espaço, baseado nos sonhos dele do sertão. E todas as outras referências que a gente tem são pessoais, de viagens e histórias”, explicou Zezinho. Este aliás, é o espaço que mais exala afetividade.

Turíbio e Zezinho – Foto: José Britto
Sala de Sonhar – Foto: José Britto

Também é indispensável conhecer o Living Coral, assinado por Ana Cristina Cunha. No espaço, predominam nas paredes os tons cinza, verde e terra. Na área externa, o mobiliário tem uma pegada primitiva com materiais in natura modelados com o toque humano. Na área interna, Ana Cristina Cunha projetou um living completo, com destaque para as paredes. “Criei painéis em sobreposição nas paredes para que o visitante possa perceber como a tinta pode ser trabalhada com elegância”, detalha Ana Cristina Cunha.

Ana Cristina Cunha – Foto: José Britto
Living Coral – Foto: José Britto

Ana Cristina fez a curadoria do mobiliário, dos objetos e das obras de arte em função da paleta de cores das paredes. As peças escolhidas são em vidro e na cor branca. Já as telas de Manoel Veiga, Bruno Vilela e Jorge Souza ganham molduras pretas. Aliás, a arquiteta desenvolveu ao máximo uma construção seca, com o mínimo de resíduos.

André Carício – Foto: José Britto
Espaço Zen – André Carício – Foto: José Britto

O Refúgio Arbor também chama atenção. A inspiração do nome, aliás, veio do veio do mangue — as árvores da vegetação, em meio às adversidades, servem como um refúgio para abrigo e geração de vida. Em parceria com os arquitetos Paulo Carvalho, da Selvagen, e Luiza Nogueira, a Arbor dá um novo uso à antiga piscina do casarão, indo além da superfície. O trio a transformou em um espaço de reflexão e transformação. A ideia é proporcionar um mergulho diferente. No lugar de água, o ambiente leva a uma verdadeira imersão no conhecimento, elemento transformador de cada indivíduo.

Luiza Nogueira, Paulo Carvalho e Bel Nascimento – Foto: José Britto

O destaque do Refúgio vai para os balanços perfumados, assinados por Maria Ribeiro. E as novidades do espaço não param por aí: Tina, um chatbot, foi desenvolvida para responder  às perguntas mais frequentes realizadas à empresa, além de um guia de ligação.

Refúgio Arbor – Foto: José Britto
Refúgio Arbor – Foto: José Britto

As meninas da ArqMulti, Bruna Lobo, Danielle Paes Barreto e Soraya Carneiro Leão, apostaram no espaço Sentir Arauco. Com tons pastéis e uma proposta clean, o local tem o objetivo de mostrar um novo jeito de viver e trabalhar. A sala, aliás, traz uma atmosfera permitindo que as pessoas se sintam no conforto de casa. A função home office vem com outra proposta de configuração do espaço, onde o ambiente interage e ajuda no rendimento profissional de várias maneiras.

Bruna Lobo, Dani Paes Barreto e Soraya Carneiro Leão – Foto: José Britto
Espaço Sentir Arauco – Foto: José Britto

O que promete mesmo ganhar o coração do público este ano é o espaço Cine Prime Zafiro. Logo na entrada, tem um túnel com luzes vermelhas para introduzir as pessoas à sala. O cinema da Casa Cor conta com 16 poltronas, além do sofá no fim da sala, com 7 lugares. A iluminação, inclusive, é a cereja do bolo. Com detalhes geométricos, ela oscila no tom de mais claro para mais escuro e, claro, o “apagão” total, digno de uma sala de cinema. Está bem caprichado e com certeza vai ser o point badalado da mostra.

Cinema Zafiro – Poligonus – Foto: José Britto

A Casa Cor Pernambuco abre oficialmente para o público neste sábado (14) e fica 51 dias disponível para visitação, até o dia 3 de novembro. A programação será bastante movimentada e variada, com entretenimento e eventos de gastronomia, conteúdo, saúde, experiências, reuniões corporativas, atrações culturais, ações sociais e muitos encontros. Vale ficar ligado e conferir a mostra de perto!

Adicionar comentário

Clique aqui para comentar

Dünyaya açılmak için hala neden bekliyorsunuz?

Türk takipçi

Günümüz de en önde giden sosyal medya platformlarından olan instagram ile günümüzün uzun bir süresini geçiriyoruz tabiki bu durumda ise birşeyler paylaştığımız vakit beğenilmek istiyoruz. yüzler ce binlerce takipçisi olan arkadaşlarınızdan yada rakip iş yeri sahiplerinizden önde olmak istemezmisiniz? eğer bunları düşünüyor ve siz de sosyal medya da satış yaparak para kazanmak istiyorsanız sizi https://instagramaktiftakipci.com/turktakipci/ bekliyoruz