Acontece

Covid-19: morrem o ator Mark Blum e a maestrina Naomi Munakata

Mark Blum estava com 69 anos de idade e Naomi Munakata com 64 (Montagem: Reprodução Netflix/Estadão)
Blum estava com 69 anos de idade e Munakata com 64

O novo coronavírus está causando perdas no mundo artístico. Faleceram, na tarde desta quinta-feira (26), o ator estadunidense Mark Blum e a maestrina titular do Coral Paulistano Mário de Andrade, Naomi Munakata. De acordo com o site Deadline e o jornal O Globo, em ambos os casos a morte foi devido a complicações causadas pela Covid-19.

Leia mais

Artistas internacionais fazem shows exclusivos na quarentena

Aos 69 anos de idade, Mark Blum era mais conhecido por seus papéis em “Crocodilo Dundee” e “Procura-se Susan Desesperadamente”, ambos da década de 80. Mais recentemente, ele voltou aos holofotes interpretando o “Sr. Mooney” na série “You”, da Netflix. Além disso, a carreira de ator de Blum também era bastante extensa no teatro. Ele já trabalhou em diversas peças da Broadway, como Gore Vidal’s The Best Man e Lost in Yonkers. Sua morte, inclusive, foi divulgada pela companhia de teatro Playwrights Horizons e confirmada pela Federação Americana de Artistas de Televisão e Rádio:

Já Naomi Munakata estava com 64 anos e há quase 4 regia o Coral Paulistano Mario de Andrade, um dos corpos artísticos do Theatro Municipal de São Paulo. Ela estava internada desde o dia 16 de março no Hospital Alemão Oswaldo Cruz, em São Paulo. Mas só na última quinta-feira (19) a musicista teve diagnóstico confirmado para novo coronavírus. Segundo informações da Folha de S. Paulo, nos últimos dias Munakata havia apresentado uma melhora no quadro clínico. Na última noite, entretanto, ela piorou abruptamente e sofreu um choque séptico, indo a óbito por volta do meio-dia.

View this post on Instagram

O Theatro Municipal de São Paulo lamenta o falecimento da maestrina titular do Coral Paulistano Naomi Munakata aos 64 anos de idade. A morte ocorreu hoje, 26 de março, na capital paulista. A direção do Theatro Municipal de São Paulo, o Instituto Odeon, bem como as equipes do Coral Paulistano, da Orquestra Sinfônica Municipal, do Balé da Cidade, da Orquestra Experimental de Repertório e demais funcionários, se solidarizam com a dor da família. A música perde um talento extraordinário e nós perdemos uma grande amiga. Naomi Munakata iniciou os estudos musicais ao piano com apenas quatro anos de idade e começou a cantar aos sete, no coral regido por seu pai – Motoi Munakata. Estudou violino, harpa e formou-se em Composição e Regência em 1978 pela Faculdade de Música do Instituto Musical de São Paulo, na classe de Roberto Schnorrenberg. Por duas décadas foi regente do Coro da Osesp e foi diretora e professora da Escola Municipal de Música de São Paulo, diretora artística e regente do Coral Jovem do Estado, regente-assistente do Coral Paulistano e professora na Faculdade Santa Marcelina e na FAAM. Era regente titular do Coral Paulistano desde julho de 2016.

A post shared by Theatro Municipal de São Paulo (@theatromunicipal) on