aplicativos
Play Store possuía apps maliciosos - Foto: Reprodução.
Acontece

Google remove 25 aplicativos maliciosos da Play Store

Apps ofereciam tarefas básicas como edição de imagens e lanterna

A Google removeu 25 aplicativos maliciosos disponibilizados na sua Play Store, a loja de apps para smartphones androides. Os softwares, apesar de parecerem inofensivos por realizarem tarefas básicas como edição de imagens e funcionalidade de lanterna, continham malwares que poderiam roubar credenciais de acesso dos usuários.

Um dos danos mais comuns, aliás, que poderiam ocorrer era o hackeamento de contas do Facebook. De acordo com a empresa de segurança Evina, responsável por descobrir os aplicativos perigosos, os softwares possuíam códigos produzidos especialmente para roubar dados de login da rede social.

aplicativos
Apps disponíveis na Play Store podiam roubar dados de usuários – Foto: Reprodução.

Inclusive, os apps nem mesmo realizavam as tarefas que prometiam na página de downloads. Segundo a Evina, os 25 aplicativos eram praticamente o mesmo e a função principal era, de fato, hackear os dados dos usuários.

Leia mais

Rua do Bom Jesus, no Recife, está entre as mais lindas do mundo

Uma das formas para se ter acesso a conta do Facebook, aliás, era por meio de uma janela falsa, semelhante à página original da rede. Quando um usuário concluía a instalação e iniciava o app malicioso, a página de login falsa era exibida. Se a pessoa, então, digitasse suas credenciais de acesso, os dados eram enviados para servidores dos hackers.

Como os aplicativos maliciosos já foram removidos da Play Store, significa que, na maioria dos casos, eles já foram removidos dos aparelhos em que haviam sido instalados. Mas, ainda assim, vale a pena conferir se você possui ou possuía alguma deles.

Veja abaixo a lista divulgada pela Evina com os 25 apps: