Ludmilla e Val Marchiori - Foto: Montagem
Acontece

Val Marchiori é condenada a pagar R$ 30 mil a Ludmilla por racismo

A socialite afirmou, durante o Carnaval de 2016, que o cabelo da cantora parecia com bombril

A disputa entre Val Marchiori e Ludmilla ganhou mais um desfecho nesta semana. O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro condenou a socialite a indenizar Lud em R$ 30 mil por danos morais após um caso de racismo. A decisão, aliás, saiu na segunda-feira (29), na 3ª Vara Cível da Ilha do Governador. “Analisando os sinais exteriores da boa condição financeira da ré, a extensão do dano e a publicidade do episódio, bem como a gravidade da conduta praticada, considero como justa e razoável a fixação da indenização em R$ 30.000,00”, diz o documento assinado pelo juiz Francoise Picot Cully. Segundo os advogados de Val Marchiori, ela irá recorrer da decisão.

Val Marchiori – Foto: Divulgação
Leia Mais

Protesto de entregadores por app percorre Boa Viagem, no Recife

Aliás, a disputa judicial entre Val e Ludmilla começou em 2016. Durante o Carnaval do Rio de Janeiro, a cantora desfilava como rainha de bateria do Salgueiro. Enquanto isso, a socialite trabalhava como comentarista do desfile na Rede TV!. “A fantasia está bonita, a maquiagem… agora, o cabelo… Hello! Esse cabelo dela está parecendo um bombril, gente”, afirmou Val, em relação a Ludmilla.

Ludmilla como rainha de bateria no Carnaval de 2016 – Foto: Divulgação

Aliás, em 2018, a Justiça condenou Val em primeira instância a pagar R$ 10 mil para Ludmilla. Ainda assim, a sentença foi anulada quando a socialite recorreu em 2ª instância. Depois disso, a cantora chegou a afirmar que não esperava um desfecho a seu favor. Nas palavras de Lud, por Val ser “branca, rica e com privilégios”, seria muito difícil ser condenada.

Siga RJ nas Redes Sociais