Adriana Varejão - Foto: Vicente de Mello
Acontece

Adriana Varejão traz nova mostra para Recife

A exposição ‘Por uma retórica canibal’  aporta no MAMAM, no dia 28 de junho, trazendo pela primeira vez à cidade um conjunto significativo de obras da artista carioca

A renomada artista plástica Adriana Varejão desembarca no Recife com a mostra Adriana Varejão – Por uma retórica canibal. A exposição ocupa todas as salas do Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães (MAMAM), e tem abertura agendada para o dia 28 de junho, às 19h. As obras ficam em cartaz até 8 de setembro, com visitação gratuita.

Adriana aporta no Recife com um belo conjunto de 25 obras dos seus mais de 30 anos de trajetória, realizadas entre 1992 e 2018. Entre elas estão as famosas: Mapa de Lopo Homem II (1992-2004), Quadro Ferido (1992) e Proposta para uma Catequese, em suas Partes I e II (1993). Com curadoria de Luisa Duarte, a mostra busca mostrar a revisão histórica do colonialismo e colocar o público em contato com uma produção que visita de maneira constante o passado para trazer à luz.

O título da exposição faz referência ao vínculo da sua obra com a tradição barroca. Porém, Adriana traz uma outra visão:  saem de cena o ouro e os anjos (tão presentes em igrejas barrocas no Recife e em Salvador), entram em cena a carne e toda uma cultura marcada por uma miscigenação por vezes violenta. Ao longo da exposição comparecem trabalhos de quase todas as séries produzidas pela artista, tais como: Proposta para uma CatequeseLínguas e cortesRuínas de CharquesPratos, Azulejões e Terra Incógnita.