Bernard Arnault fez uma proposta de US$ 14,5 bilhões pela marca - Foto: Divulgação
Acontece Moda

Joalheria Tiffany pode ser vendida ao grupo LVMH

Bernard Arnault, dono do grupo, fez uma proposta de US$ 14,5 bilhões pela marca americana

Uma das maiores transações no mercado de luxo pode acontecer nos próximos dias. O francês Bernard Arnault, dono do grupo LVMH, negocia uma eventual aquisição da emblemática joalheria Tiffany. A loja americana ficou mundialmente conhecida com o filme “Bonequinha de Luxo”. A compra da marca pelo grupo LVMH seria uma das maiores aquisições da empresa francesa. O grupo de Bernard, aliás, é líder mundial no setor de luxo, presente na moda, vinhos, perfumes e cosméticos.

A Tiffany está presenta nos principais centros comerciais do mundo e é uma das joalherias mais famosas da atualidade – Foto: Divulgação
Leia Mais

Dono da Louis Vuitton entra para o ranking dos centibilionários

RET FPS Psico

Segundo comunicado divulgado nesta segunda-feira (28), o grupo francês, dono de marcas de luxo como Louis Vuitton e Möet et Chandon, ofereceu US$ 14,5 bilhões pela joalheria. “Após os recentes rumores do mercado, o grupo LVMH confirma que iniciou conversações preliminares sobre uma possível operação com a Tiffany”, afirma o comunicado. A Tiffany, aliás, ainda não respondeu à proposta de Bernard.

Bernard Arnault, dono do grupo LVMH – Foto: Divulgação

O grupo LVMH é dono de 70 marcas de luxo. No conjunto, nomes como Louis Vuitton, Christian Dior, Fendi, Hennessy e Dom Pérignon se destacam. Além disso, o grupo registrou um recorde em 2018, quando obteve um lucro líquido superior a 6 bilhões de euros.

Siga RJ nas Redes Sociais

RET FPS Farma