A remessa mais recente de doações saiu nesta quinta (21) do Porto do Recife. (Foto: Porto do Recife/Divulgação)
Malas Prontas

Iniciativas pública e privada se unem para ajudar Noronha

As atividades turísticas, que garantem a principal renda de muitos moradores da ilha, continuam suspensas

Uma rede de solidariedade coordenada pelo Governo de Pernambuco junto a empresas de alimentos e de transporte marítimo de cargas está ajudando mais de 700 famílias em Fernando de Noronha. Essa iniciativa, aliás, já garantiu a entrega de 60 toneladas de cestas básicas até agora. O embarque mais recente, inclusive, saiu do Porto do Recife nesta quinta (21), totalizando 2 mil doações feitas desde que o projeto teve início.

Leia mais

Investigação de compra de respiradores prende ministro na Bolívia

Já foram doadas 1.575 cestas básicas para as famílias de Noronha. (Foto: Porto do Recife/Divulgação)

A iniciativa é um esforço coletivo das secretarias de Desenvolvimento Econômico e Desenvolvimento Social, do Ceasa-PE, do OGMO Recife, do Porto do Recife e empresas privadas. “Já foram feitas três viagens, com um total de 1.575 cestas, e, na quinta-feira (21), transportaremos a últimas 425. Isso tudo sem contar com as 2 toneladas de legumes que já enviamos também para lá”, destaca o gerente Comercial de Transporte Marítimo da Agemar, Arlindo Santos Júnior.

Grande parte das pessoas que vivem em Noronha têm, como principal fonte de renda, o turismo. E por causa da pandemia, as atividades turísticas da ilha continuam suspensas. Por enquanto, os casos de Covid-19 na ilha continuam zerados.